top of page
  • Foto do escritorEduardo Moura

Campanha | Processo Seletivo PETCom (2019)




Um papel amassado tem história. Ele foi o objeto de tentativas e desafios. Às vezes, nós só precisamos de um empurrãozinho, de segurança e técnica para colocarmos toda as nossas habilidades no papel. No PET - Comunicação Social, é possível fazer de um simples papel em um agente transformador, por meio da pesquisa, ensino e extensão!





O Programa de Educação Tutorial, criado em 1979, trabalha com a indissociabilidade da tríade universitária: pesquisa, ensino e extensão. Em nível nacional, o PET possui 842 grupos espalhados em 121 Instituições de Ensino Superior. A UFSM tem um total de 19 grupos, distribuídos entre as mais diversas áreas do conhecimento. O PETCom é formado pelos cursos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas. Lá, temos a oportunidade de transformar ideias e conhecimento através da pesquisa, do ensino e da extensão!


Na ilustração, o petiano Caio Motta representa o ensino universitário ao transformar o aprendizado absorvido em conhecimento compartilhado.

O ato de partilhar conhecimento também é um modo de aprender. Ensinar também é um modo de se descobrir! Todas as terças-feiras, o PETCom proporciona uma atividade de ensino diferente, pensada para suprir as carências da graduação. As atividades são voltadas para os estudantes dos quatro cursos da Comunicação Social, mas também abrangem a comunidade externa. Muitas vezes, essas atividades são espaços nos quais petian@s compartilham suas pesquisas ou assuntos que dominam.



Na ilustração, a petiana Keithy Oliveira representa a extensão universitária ao sair da sala do PET com o mundo em sua mochila.

Você sabia que a extensão universitária tem como objetivo proporcionar ações para a comunidade ao seu redor em um movimento de retorno e partilha do conhecimento? A extensão universitária compõe um dos três pilares da universidade e do próprio PET. No PETCom, desenvolvemos projetos de extensão como o Ecolândia e o Educonexão e participamos de projetos de outros PETs, como o Circulação e o UFSM por Um Dia.



Na ilustração, a petiana Samara Wobeto, ao segurar diversas lupas, representa os desdobramentos que a pesquisa universitária proporciona.

Você já sentiu inquietação ao discutir determinado tema? Sentiu vontade de saber mais, de conversar e ler sobre o assunto? Pesquisar também é um modo de se descobrir! E ela pode ser desenvolvida dentro do PET, de forma individual e coletiva! Atualmente, nossa pesquisa coletiva é sobre a acessibilidade e as maneiras de nos tornarmos profissionais mais acessíveis.





5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page